Header Ads

Tasso Jereissati, Luizianne Lins e João Alfredo nos emails vazados do WikiLeaks

Arquivos retornam discussão de 2008 sobre o movimento ambiental contra a construção da Torre Empresarial Iguatemi Empresarial, de Tasso Jereissati

Resultado de imagem para tasso jereissati
Foto: Cristiano Mariz/VEJA
POR ARTHUR GADELHA

Nesta quinta-feira, 11, o fundador do WikiLeaks Julian Assange foi capturado pela polícia de Londres após o Equador suspender o asilo que o mantinha desde 2012 na embaixada. Prevendo o ato, o site de hospedagem sigilosa publicou uma série de documentos secretos que expandem a discussão dos Estados Unidos para o restante do mundo. Entre arquivos de reconhecimento de membros da Al-Qaeda e mapas de armamentos nucleares na África, estava um relato conhecido do cearense: a polêmica em torno da construção do prédio Iguatemi Empresarial, complexo econômico que pertence a família Jeireissati.

No principal e-mail, datado no dia 19 de maio de 2008, o ex-deputado federal João Alfredo comenta estar sendo alvo de processo indiciado pela Prefeitura de Fortaleza, na figura da secretária do Meio Ambiente Daniela Valente Martins, gestão de Luizianne Lins (PT). A causa do processo é a alegação de que Alfredo liderava o Movimento SOS Cocó que acusava o crime ambiental em torno da construção do empreendimento.

Alfredo recorda que não só movimentos sócio-ecológicos eram contra a construção, como também o Ministério Público Estadual e a Procuradoria da República que entraram com ações contra o licenciamento para a área do manguezal. O documento pode ser lido na íntegra.

Na manhã do dia 30 de outubro de 2008, porém, Daniela Valente foi presa pela Polícia Federal na Operação Marambaia sob acusação de irregularidades no processo de licenciamento ambiental para empreendimentos na orla marítima de Fortaleza. No mesmo dia, às 22 horas, Daniela e o superintendente estadual do Meio-Ambiente, Herbert Vasconcelos Rocha, foram soltos após habeas corpus concedidos, e o processo contra João Alfredo foi descontinuado em seguida.

O WikiLeaks é uma organização sem fins lucrativos que publica documentos sigilosos de fontes não creditadas, lançada em 2006. O site ganhou repercussão internacional após divulgar relatórios internos sobre a morte de milhões de civis na Guerra do Afeganistão por militares norte-americanos. Também divulgou estratégias da Guerra do Iraque e informações diplomáticas de alto sigilo, como e-mails governamentais de Hillary Clinton, então secretária de Estado dos EUA.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.